Exército Brasileiro e governo de Rondônia manterão parcerias

quarta-feira, 15 de abril de 2015

O Exército Brasileiro e o governo de Rondônia manterão parcerias que são fundamentais para a sociedade, sobretudo promovendo a integração, como fez o marechal Cândido Mariano da Silva Rondon. O compromisso reiterado nesta quarta-feira (15), pelo general de brigada Ricardo Augusto da Costa Neves, que assumirá na quinta-feira (16) o comando da 17ª Brigada de Infantaria de Selva, na visita que fez ao governador Confúcio Moura, no palácio Getúlio Vargas.

O general Costa Neves foi apresentado ao governador pelo o general André Luis Novaes Miranda, o atual comandante da 17ª Brigada, que será substituído na quinta-feira.

O governador agradeceu ao general Novaes pelo envolvimento nas ações comuns o Exército e ao estado. Ao general Costa Neves, Confúcio Moura apresentou as boas vindas e tratou de parcerias que estão em andamento com participação da 17ª Brigada, citando a fiscalização das fronteiras como exemplo.

Ao apresentar suas despedidas, o general Novaes falou a construção do Memorial Rondon, que homenageará o marechal Cândido Mariano da Silva Rondon, pela relevância das missões realizadas no país e especial ao estado de Rondônia. O novo comandante da 17ª BIS afirmou que não faltará empenho para a obra seja concluída.

INTEGRAÇÃO

O reconhecimento ao marechal Rondon, que também é reconhecido pela integração do país através da comunicação, será marcado neste ano, quando se comemora o 150º de seu nascimento, também, com o lançamento do selo comemorativo de Rondon e atividades no Porto Velho Shopping. Estão previstas a instalações de painéis com detalhes da história do militar, além de palestras que serão proferidas pelo professor e historiador Aleks Palitot.

O general Costa Neves vem da Academia Militar das Agulhas Negras, do Rio de Janeiro, instituição que será comandada, a partir de agora, pelo geral Novaes. Costa Neves já esteve em missão na região, em 2010.

A 17ª Brigada de Infantaria de Selva tem como origem os contingentes especiais de fronteira, criados em 1932. Entretanto, só em 1980, o então 3º Grupamento de Fronteira recebeu a denominação de 17ª Brigada de Infantaria de Selva e, em 1988, por decreto ministerial, foi denominada “Brigada Príncipe da Beira”.

 

Fonte
Texto: Nonato Cruz
Fotos: Ésio Mendes
Decom - Governo de Rondônia



Confira o álbum