Deputados federais apuram denuncias de violências contra as mulheres

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Rondônia ocupa sétima posição no ranking nacional de casos de violência contra a mulher, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)

Debater a violência contra a mulher em Rondônia, este é o objetivo da visita realizada por seis deputados federais da Comissão de Seguridade Social e Família, na manha desta quinta-feira (10), onde visitaram unidades que contam com a cooperação do governo do Estado, por meio da disponibilização de assistentes sociais, para apóio às vitimas. 

Após desembarcarem na Base Aérea, em Porto Velho, os deputados federais Dr. Rosinha, Nilda Gondim, Paulo Cesar, Rosane Ferreira, Padre Ton e Marinha Raupp, seguiram para a Delegacia das Mulheres onde participaram de um encontro com a delegada Titular em exercício, Marcia Cristina Gazoni, que falou sobre o trabalho desenvolvido pela Delegacia, as necessidades e carências para um melhor atendimento. 

Em seguida a comissão se dirigiu à Maternidade Municipal Mãe Esperança, onde foram recepcionados pela assistente social da unidade Karigena Suely de Oliveira que, junto com a médica obstetra Ida Perêa, falou sobre o atendimento às vitimas de violência sexual.  

“O Congresso, por meio da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI), recebeu alguns dados que não foram suficientes para traçar um retrato de Rondônia acerca do assunto, por isso estamos realizando estas visitas, no intuito de identificar os problemas existentes e indicar soluções viáveis para o enfrentamento e superação da violência contra a mulher no estado”, afirmou a deputada federal, Marinha Raupp. 

De acordo com o também deputado federal por Rondônia, Padre Ton, durante audiência realizada em Brasília, foram apresentados dados do Ipea, onde Rondônia configura como sétimo lugar no rank nacional de estatísticas de violência contra a mulher. “Esses dados me assustaram. Sabemos que não é apenas a força da lei que resolve, pois se trata de uma questão de educação e moral, como parlamentares estamos aqui para pensar em soluções e sanar este problema que aflige a sociedade”, ressaltou o deputado. 

 

Após visitar à Maternidade, a comitiva seguiu para o Centro de Referência de Atendimento a Mulher Vitima de Violência Doméstica Sonho de Liberdade. No local, os integrantes foram recepcionados pela psicóloga Betânia Cristina Souza, que é diretora do Centro. Betânia  ressaltou a importância da visita dos parlamentares. “É importante e muito positiva essa visita, pois eles tomam conhecimento da realidade do nosso trabalho e nossa necessidade”.
 
Segundo o assessor especial do governo, Basílio Leandro, “a visita irá auxiliar o Estado a apontar seus problemas, ajudando a corrigi-los”, disse Basílio. 

 

A cerca das ações possíveis ao governo, o assessor garantiu que daria encaminhamento à solicitação de apoio da Delegacia de Mulheres ao secretário de Assistência Social, Márcio Felix, sobre a possibilidade de ceder quatro assistentes sociais para realizar o acolhimento de vitimas na instituição.

 

 

Texto: Romeu Noé
Foto: Marcos Freire
Fonte: Decom

 



Confira o álbum