Governo lança oficialmente o Plano FutuRO

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

O Maj PM Gualberto, chefe da Casa Militar acompanhou o governador Confúcio Moura no lançamento oficial do Plano FutuRO, na tarde desta quarta-feira (19/10), no auditório do Tribunal de Contas do Estado, com a presença da Secretária Extraordinária da Superação da Extrema Pobreza, Ana Fonseca, da Secretária de Assistência Social de Rondônia, Cláudia Moura, autoridades estaduais, representantes de todos os municípios e sociedade-civil.

Com investimento de R$ 1 bilhão pelo Governo de Rondônia, o Plano FutuRO é destinado a mais de 300 mil rondonienses que vivem em situação de pobreza extrema, incluindo as famílias moradoras da região do Vale do Guaporé e as famílias extrativistas das reservas. O programa vai executar diversos projetos que contemplam ações de transferência de renda, acesso aos serviços públicos, inclusão produtiva e tecnológica, além do reforço a programas de enfrentamento à violência e exploração sexual, prevenção e combate ao uso de drogas e erradicação do trabalho infantil.
Cláudia Moura foi a primeira a apresentar as diretrizes do plano. “Estamos dando hoje um novo futuro para Rondônia, olhando para a parte da população que por vezes fica esquecida”, destaca a secretária.
A Secretária Extraordinária da Superação da Extrema Pobreza, Ana Fonseca diz que “a pobreza responde por muitos nomes, pois muitas vezes as famílias têm comida, mas não possuem educação e nem saúde. Isso deve ser mudando dando acesso a educação e ao bem estar, através da saúde, higiene e lazer”, afirma Ana.
Ana Fonseca diz ainda que este é um plano de equidade, concebido através de grandes eixos como a transferência de renda e a inclusão produtiva urbana e rural. “É um plano cujo slogan é “desenvolvimento com inclusão”, e isso resume bem. É esse o nosso compromisso, do estado e do governo federal, para que possamos de fato fazer do Brasil um país rico”, conclui.
O governador Confúcio Moura fez questão de ratificar que o Plano FutuRO não é do governador e sim da sociedade. “Espero que o FutuRO fique por muitos anos para a sociedade rondoniense, porque projeto bom é o que fica”, afirma o governador.
Em seu discurso, Confúcio falou que a pobreza de Rondônia tem local e que ela mora em sua maioria na zona rural, na beira do rio e na periferia das cidades. “São nesses locais que o nosso plano deve chegar. Localizar as famílias que necessitam dos programas e agir”, finaliza.
Na ocasião o governador falou de mais projetos que vão contemplar o estado nos próximos anos: educação integral, novos presídios, restaurantes populares e programa contra o desmatamento.
O Plano FutuRO conta com o apoio do consórcio Santo Antônio Energia.



Confira o álbum